domingo, 31 de dezembro de 2017

Galeria de imagens - Zagorski & Guerreiro

Tiffani Zagorsky & Jonathan Guerreiro


(Rússia)



















terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Campeonatos Nacionais do Japão 2017 - Senhoras

Campeonatos Nacionais do Japão 2017




Categoria de Senhoras

Resultado Final








Vídeos




Satoko Miyahara
Programa curto

Programa livre

Kaori Sakamoto
Programa curto

Programa livre

Rika Kihira
Programa curto

Programa livre

Wakaba Higuchi
Programa curto

Programa livre

Mai Mihara
Programa curto

Programa livre

Rika Hongo
Programa curto

Programa livre

Marin Honda
Programa curto

Programa livre

Yuhana Yokoi
Programa curto

Programa livre

Yuna Shiraiwa
Programa curto

Programa livre

Mako Yamasita
Programa curto

Programa livre

Yura Matsuda
Programa curto

Programa livre

Rin Nitaya
Programa curto

Programa livre

Campeonatos Nacionais do Japão 2017 - Homens

Campeonatos Nacionais do Japão 2017




Categoria de Homens

Resultado Final





Vídeos



Shoma Uno
Programa curto

Programa livre


Keiji Tanaka
Programa curto

Programa livre


Takahito Mura
Programa curto

Programa livre

Kazuki Tomono
Programa curto

Daisuke Murakami
Programa curto

Programa livre

Mitsuki Sumoto
Programa curto

Programa livre

Ryuju Hino
Programa curto

Programa livre

Hiroaki Satou
Programa curto

Programa livre

Sota Yamamoto
Programa curto

Programa livre

Jun Suzuki
Programa curto

Programa livre

Sei Kawahara
Programa curto

Programa livre





Campeonatos Nacionais do Japão 2017 - Pares/Dança

Campeonatos Nacionais do Japão 2017




Categoria de Pares

Resultado Final




Vídeos


Suzaki & Kihara
Programa livre

Takahashi & Shibata
Programa livre

Miura & Ichihashi
Programa livre


Categoria de Dança




Resultado Final


Vídeos

Muramoto & Reed
Dança livre


Komatsubara & Koleto
Dança livre


Fukase & Tateno
Dança livre


Campeonatos Nacionais da Rússia 2017 - Senhoras

Campeonatos Nacionais da Rússia 2017




Categoria de Senhoras

Após a conclusão dos nacionais, a federação russa deliberou que os lugares disponíveis na selecção nacional para os próximos campeonatos da Europa serão ocupados por Evgenia Medvedeva, Alina Zagitova e Maria Sotskova. Os lugares de reserva foram dados a Stanislava Konstantinova e Polina Tsurskaya.


Resultado Final



Vídeos

Alina Zagitova
Programa curto

Programa livre


Maria Sotskova
Programa curto

Programa livre


Alena Kostornaia
Programa curto

Programa livre


Stanislava Konstantinova
Programa curto

Programa livre


Polina Tsurskaya
Programa curto

Programa livre


Anastasiia Gubanova
Programa curto

Programa livre


Elizaveta Tuktamysheva
Programa curto

Programa livre


Daria Panenkova
Programa curto

Programa livre


Serafima Sakhanovich
Programa curto

Programa livre


Elena Radionova
Programa curto

Programa livre


Sofia Samodurova
Programa curto

Programa livre


Anna Tarusina
Programa curto

Programa livre


Anastasiia Guliakova
Programa curto

Programa livre


Valeria Mikhailova
Programa curto

Programa livre


Alena Leonova
Programa curto

Programa livre







Campeonatos Nacionais da Rússia 2017 - Pares

Campeonatos Nacionais da Rússia 2017




Categoria de Pares

Evgenia Tarasova & Vladimir Morozov  já haviam conquistado duas medalhas de prata e uma medalha de bronze em anteriores edições dos campeonatos nacionais e desta vez ascenderam ao lugar mais alto do pódio. A conquista deste título nacional coloca-os na posição de liderança na selecção nacional russa para as competições internacionais mais relevantes da temporada. Evgenia e Vladimir ficaram em segundo lugar no programa curto com uma nota de 75.36pts. A patinadora caiu no triplo toeloop lado-a-lado, fazendo com que o elemento fosse punido com grau de execução negativo e que tivesse sido aplicada uma dedução automática de um ponto. A recepção do triplo loop lançado foi instável mas beneficiou de grau de execução positivo. Essa situação até foi aceitável tendo em conta a amplitude do salto. Só não entendi por que é que o juiz n.º 3 marcou +3 no grau de execução. Eu concordo com os juízes que marcaram +1 ou 0. Apesar destes erros, os restantes elementos tiveram uma grande qualidade. O triplo twist foi espectacular e ficou classificado com o nível 4, que é o mais elevado. A sequência de passos, a espiral da morte interior para a frente, o peão e a figura de elevação também atingiram o nível 4. As médias apuradas nos segmentos dos componentes que fazem parte da segunda nota foram excelentes e fixaram-se em 9.54 na perícia, 9.32 nas transições, 9.38 na performance, 9.50 na composição e 9.50 na interpretação da música. 
No programa livre, Evgenia e Vladimir obtiveram uma pontuação de 147.98pts e lideraram essa fase da competição. Neste esquema eles tiveram dois elementos punidos com grau de execução negativo: o peão camel em paralelo com entrada saltada e o duplo salchow lado-a-lado. No peão em paralelo eles perderam a sincronização. Quanto ao salto isolado lado-a-lado, Vladimir efectuou um triplo salchow mas Evgenia apenas realizou um duplo. Quando estas situações acontecem, as regras mandam que o salto lado-a-lado seja cotado pelo que teve o menor número de rotações. Neste caso, o elemento ficou com o valor base referente ao duplo salchow. A realização de saltos em parelelo tem de ser punida com grau de execução negativo quando há discrepância no número de rotações nos saltos feitos pelos dois patinadores em simultâneo. Foi o que aconteceu aqui. Os restantes elementos amealharam graus de execução positivos. O quádruplo twist, o peão camel em paralelo com entrada saltada e a espiral da morte exterior para trás foram de nível 3. As figuras de elevação e o peão de par atingiram o nível 4. Em termos de saltos lado-a-lado este par realizou um triplo salchow e um triplo loop. A combinação de saltos lado-a-lado foi de triplo toeloop+duplo toeloop+duplo toeloop. Na nota de apresentação, as médias ficaram estabelecidas em 9.64 na perícia, 9.46 na perícia, 9.54 na performance, 9.57 na composição e 9.61 na interpretação da música. 


Os pares Tarasova & Morozov, Stolbova & Klimov e Zabiiako & Enbert foram escalados para a selecção nacional russa para os próximos campeonatos da Europa que irão decorrer em Janeiro. Astakhova & Rogonov foram relegados para a equipa de reservas juntamente com Boikova & Kozlovskii.

Resultado Final




Vídeos

Tarasova & Morozov
Programa curto

Programa livre


Stolbova & Klimov
Programa curto

Programa livre


Zabiiako & Enbert
Programa curto

Programa livre


Astakhova & Rogonov
Programa curto

Programa livre

Campeonatos Nacionais da Rússia 2017 - Homens

Campeonatos Nacionais da Rússia 2017



Categoria de Homens

Mikhail Kolyada sagrou-se campeão russo pelo segundo ano consecutivo. Kolyada é, na minha opinião, o melhor patinador russo da actualidade e era claramente o favorito à vitória. Mas como a vida é dinâmica nem sempre o caminho é linear, Kolyada terminou o programa curto na segunda posição com uma pontuação de 101.62pts. Ele arriscou o quádruplo lutz mas não segurou a saída e os juízes não tiveram outra alternativa senão a de aplicar grau de execução negativo. A recepção do triplo axel foi um pouquinho tremida e ele teve de colocar uma mão no gelo para se equilibrar. Claro que esse elemento também acabou punido com grau de execução negativo. Em contraste, a combinação de quádruplo toeloop+triplo toeloop foi praticamente perfeita. Todos os peões e a sequência de passos foram classificados com o nível 4. Nos segmentos dos componentes que fazem parte da segunda nota, as médias apuradas foram excelentes e situaram-se entre 9.21 (transições) e 9.43 (perícia). 
No programa livre Kolyada alcançou a liderança de forma categórica e garantiu a medalha de ouro. No início do esquema Kolyada tremeu um bocadinho devido a uma recepção desequilibrada no quádruplo lutz e de uma queda no quádruplo salchow. Na segunda metade do programa, ele tinha planeado efectuar um quádruplo toeloop e, logo de seguida, um triplo axel mas transformou esses saltos num triplo toeloop e num axel simples. O triplo loop previsto foi alterado para um duplo loop. Os saltos realizados com sucesso foram a combinação de triplo axel+triplo toeloop, uma combinação de triplo lutz+loop simples+triplo salchow e um triplo lutz. No entanto, faltou-lhe uma combinação. Pois ele apenas realizou duas em vez de três. A sequência de passos foi de nível 3. Todos os peões atingiram o nível 4. Os segmentos dos componentes ficaram com médias que se balizaram entre 9.32 (transições) e 9.57 (interpretação da música). No segmento de performance ele ficou com uma média de 9.36 mas com todos aqueles erros eu não teria sido tão generosa. 

Alexander Samarin ficou com a medalha de prata pela segunda vez consecutiva nos campeonatos nacionais. O jovem venceu mesmo o programa curto com uma pontuação de 103.11pts. Ele atacou o programa com unhas e dentes e teve sucesso na realização de uma combinação de quádruplo lutz+triplo toeloop, um quádruplo toeloop e um triplo axel. Quanto aos peões, o peão em baixo com mudança de pé foi de nível 3 enquanto o peão camel com entrada saltada e o peão de combinação com mudança de pé atingiram o nível 4. Foi pena que a sequência de passos apenas tenha cumprido os critérios para o nível 2. As médias nos segmentos dos componentes fixaram-se entre 8.61 (transições) e 9.18 (performance).
 Samarin cometeu vários erros no programa livre e foi apenas quarto classificado nessa fase da competição. No livre, os saltos punidos com grau de execução negativo foram o quádruplo lutz, o duplo toeloop e a combinação de triplo lutz+triplo toeloop. Samarin caiu no quádruplo lutz e ficou sem quatro pontos do valor base de 13.60pts e ainda foi penalizado com uma dedução automática de um ponto pela queda. O duplo toeloop era suposto ter sido um quádruplo mas Samarin não conseguiu a tensão suficiente para realizar as quatro voltas. Além disso, o eixo de rotação do salto estava torto e a recepção foi desequilibrada. Na combinação de triplo lutz+triplo toeloop, a recepção do toeloop foi feita com os dois pés. Houve também dois saltos que ficaram apenas com o valor base: o duplo lutz e o triplo flip. Esse duplo lutz era suposto ter sido um quádruplo. Quanto ao triplo flip foi considerado que a definição de entrada não foi clara. O triplo axel, o duplo axel e o triplo salchow obtiveram grau de execução positivo. O peão em baixo com mudança de pé ficou-se pelo nível 2. O peão camel com entrada saltada e o peão de combinação com mudança de pé foram classificados com o nível máximo. A sequência de passos foi de nível 3. Nos segmentos dos componentes, as suas médias situaram-se entre 8.64 (transições) e 9.00 (perícia). 

A medalha de bronze ficou nas mãos do jovem Dmitri Aliev que está em processo de transição do escalão júnior para o sénior. Ele tem sido afectado por uma lesão que há uns tempos o obrigou a desistir da sua participação no Troféu Ondrej Nepela. A forma como ele se iria apresentar nos nacionais era uma incógnita mas as coisas acabaram por ter um final feliz. Este resultado vai, sem dúvida, obrigar a federação russa a considera-lo como um factor para a selecção nacional. Aliev terminou o programa curto na terceira posição com uma nota de 91.95pts. Os saltos efectuados foram um quádruplo toeloop, um triplo axel e uma combinação de triplo lutz+triplo toeloop. A combinação foi realizada na segunda metade do esquema e por esse motivo recebeu bónus no valor base. O peão camel com entrada saltada foi de nível 3. O peão em baixo com mudança de pé, o peão de combinação com mudança de pé e a sequência de passos foram de nível 4. Nos segmentos dos componentes, a média maior foi de 8.57 (composição) e a média mais baixa foi de 8.21 (transições).
Aliev ficou em segundo lugar no programa livre. Ele cometeu alguns erros nos saltos e sofreu uma queda esquisita, sem mais nem menos, enquanto deslizava para trás. Os saltos punidos com grau de execução negativo foram o triplo lutz, o axel simples que deveria ter sido um triplo, o triplo flip e a combinação de duplo axel+triplo toeloop. A recepção do flip foi má e ele acabou por cair. Além disso ele não realizou completamente a terceira rotação do flip. A combinação de axel+toeloop perdeu pontos do valor base porque a terceira volta do toeloop foi incompleta e a recepção não foi completamente correcta. O quádruplo toeloop e o triplo axel foram os melhores elementos do programa. Houve ainda dois elementos de salto que não foram punidos no grau de execução mas que não corresponderam ao que estava planeado. Foi o que sucedeu na combinação de quádruplo toeloop+toeloop simples (o segundo salto devia ter sido um duplo ou um triplo) e a combinação de duplo loop+loop simples+triplo salchow (o primeiro salto devia ter sido um triplo). O peão em baixo com mudança de pé e a sequência de passos foram de nível 3. O peão camel com entrada saltada e o peão de combinação com mudança de pé atingiram o nível 4. As médias apuradas nos segmentos dos componentes foram consistentes e balizaram-se entre 8.50 (performance) e 8.79 (interpretação da música). Na minha opinião, Aliev é um patinador que tem muito mais para oferecer em termos artísticos do que Samarin. No entanto, ele tem mesmo de estabilizar os saltos porque em vídeos dos treinos dele, já o viu fazer combinações dificílimas com o maior sucesso. 

Sergei Voronov, campeão nacional da Rússia em 2008 e 2009, terminou no quarto lugar e deixou muitos fãs tristes com isso. No programa curto, Voronov recebeu 90.23pts. Ele patinou bem e todos os elementos apresentados obtiveram grau de execução positivo. Os saltos efectuados foram a combinação de quádruplo toeloop+duplo toeloop, triplo lutz e triplo axel. Eu fiquei intrigada com o facto do juiz n.º 9 ter decidido marcar -2 no grau de execução do lutz. Eu vi repetição do salto várias vezes e não consegui perceber por que é que isso ocorreu. Felizmente que os restantes juízes estavam mais atentos e o elemento acabou por conseguir grau de execução positivo à mesma. Os peões foram todos classificados com o nível 4 e a sequência de passos foi de nível 3. Nos segmentos dos componentes as suas médias situaram-se entre 8.46 (transições) e 8.75 (interpretação da música). No programa livre ele ascendeu à terceira posição parcial mas o esquema não foi isento de erros. Voronov sofreu uma queda no quádruplo toeloop inicial e transformou o triplo axel num salto simples. Ele realizou um quádruplo toeloop como terceiro elemento mas deveria tê-lo colocado em combinação. Por causa disso, ele decidiu improvisar um pouco na segunda metade do esquema mas correu-lhe mal. Tanto o primeiro como o segundo quádruplo toeloop foram punidos com grau de execução negativo. A queda valeu-lhe a aplicação de uma dedução automática de um ponto. Na segunda metade do esquema Voronov violou as regras para as repetições de saltos. É que ele realizou três combinações em que um dos saltos foi um duplo toeloop. Ele só podia ter repetido esse salto duas vezes. As combinações que Voronov apresentou foram de triplo lutz+duplo toeloop, triplo axel+duplo toeloop+duplo loop e duplo axel+duplo toeloop. Na combinação de axel+toeloop, o segundo salto foi considerado inválido e não pode ser cotado. A sequência de passos foi de nível 3 e todos os peões cumpriram os critérios exigidos para o nível 4. Na nota de apresentação, as médias conquistadas situaram-se entre 8.39 (transições) e 8.82 (interpretação da música). 

Maxim Kovtun sagrou-se campeão nacional da Rússia três vezes consecutivas (2014, 2015 e 2016) mas desta vez teve de desistir. Esta foi uma temporada perdida. Devido a lesão ele não teve a possibilidade de competir no circuito do grande prémio da maneira que pretendia nem pôde apresentar-se no circuito do Challenger Series. Foi feito um grande esforço da parte de Kovtun e da sua equipa técnica para que ele pudesse comparecer nos campeonatos nacionais, numa tentativa algo desesperada de ainda tentar lutar por uma vaga na selecção russa para as competições mais relevantes da época. Kovtun chegou a apresentar-se no programa curto. No curto, este patinador fez uma combinação de quádruplo salchow+duplo toeloop com sucesso. No entanto, ele caiu no triplo axel e transformou o quádruplo toeloop num salto duplo. Como as regras mandam que o salto isolado no programa curto seja no mínimo um triplo, o duplo toeloop foi considerado inválido e não recebeu qualquer ponto. A desistência deste patinador foi oficialmente anunciada antes do programa livre. Esta situação deitou por terra as aspirações de poder estar presente nos Jogos Olímpicos de 2018.

Outra desistência de peso foi a de Alexander Petrov. Ele participou no programa curto, tendo terminado na 15.ª posição com uma nota de 65.08pts. Petrov iniciou o esquema com um triplo axel que foi punido com grau de execução negativo devido a uma recepção defeituosa. No plano de saltos de Petrov estava prevista a realização de uma combinação de triplo lutz+triplo toeloop e um triplo loop como salto isolado. No entanto, após cometer o erro de realizar apenas um duplo lutz, Petrov teve de pensar rápido e fazer alterações ao programa. Ele percebeu logo que não valia a pena realizar o triplo toeloop porque senão a combinação seria considerada inválida e assim perdia muitos mais pontos. Então Petrov deixou o duplo lutz para ser cotado como salto isolado, com a consciência de não receberia qualquer ponto nesse elemento. Mais à frente ele acrescentou um duplo toeloop ao triplo loop e conseguiu salvar os pontos da combinação. Em termos de peões, o peão em baixo com mudança de pé foi de nível 2, o peão camel com entrada saltada foi de nível 3 e o peão de combinação com mudança de pé foi de nível 4. A sequência de passos foi de nível 3. As médias apuradas nos segmentos dos componentes situaram-se entre 7.32 (transições) e 7.68 (perícia).

A federação russa de patinagem decidiu entregar os lugares para os próximos campeonatos da Europa a Mikhail Kolyada, Alexander Samarin e Dmitri Aliev. Sergei Voronov e Artur Dmitriev foram designados para a equipa de reservas. Normalmente só os dois primeiros classificados nos campeonatos nacionais é que têm um lugar assegurado na selecção nacional para competições mais importantes. Quanto ao último lugar em aberto, normalmente é feita uma ponderação entre o terceiro e o quarto/quinto classificados nos nacionais, tendo em conta quais as suas melhores notas e as melhores classificações internacionais durante a temporada. Ora, Sergei Voronov teve uma boa época até aos nacionais, com destaque para a vitória no Troféu NHK e para a qualificação para a Final do Grande Prémio. Neste caso, a federação russa optou por seguir meramente os resultados dos nacionais e deu a última vaga a Dmitri Aliev. Esta decisão deixou Voronov um pouco frustrado. Os fãs dele até lançaram uma petição na internet para a federação alterar a sua resolução.
No entanto, ainda há uma possibilidade de Voronov competir nos campeonatos da Europa porque Aliev tem andado lesionado e não se sabe ele terá alguma recaída entretanto.

Resultado Final




Vídeos

Mikhail Kolyada
Programa curto

Programa livre


Alexander Samarin
Programa curto

Programa livre


Dmitri Aliev
Programa curto

Programa livre


Sergei Voronov
Programa curto

Programa livre


Artur Dmitriev
Programa curto

Programa livre


Campeonatos Nacionais da Rússia 2017 - Dança

Campeonatos Nacionais da Rússia 2017




Categoria de Dança

Ekaterina Bobrova & Dmitri Soloviev entraram na história da patinagem russa ao conquistarem o sétimo título de campeões nacionais. As coisas não foram fáceis apesar de terem arrecadado a medalha de ouro com mais de quatro pontos de vantagem sobre Stepanova & Bukin. Na dança curta, Ekaterina e Dmitri receberam 77.55pts mas o programa não foi isento de erros. É que Ekaterina entrou mal nos twizzles de nível 4 e falhou o timing na primeira sequência - isso levou a que a sincronização entre ela e Dmitri se perdesse. Todos os juízes marcaram +2 no grau de execução desse elemento mas eu teria marcado 0. Nos passos obrigatórios de rumba, que foram classificados com o nível 3, eles falharam a marcação do primeiro ponto-chave e acertaram nos outros dois. A sequência de passos em que os patinadores não se tocam e a sequência parcial de passos também foram de nível 3. A figura de elevação foi de nível 4. Nos segmentos dos componentes, as suas médias balizaram-se entre 9.43 (nas transições) e 9.64 (performance e composição). Ekaterina pareceu-me muito nervosa e isso retirou um pouco de brilho à sua actuação.
Em contraste, a sua prestação foi fantástica na dança livre. O programa foi sublime! O equilíbrio entre a parte técnica e a parte artística foi maravilhoso. Tudo correu bem desta vez. Eles coleccionaram graus de execução positivos elevados em todos os elementos técnicos, tendo a nota técnica de partida sido melhorada de 41.90pts para 57.72pts. Os twizzles, o peão e todas as figuras de elevação atingiram o nível 4. As duas sequências de passos foram de nível 3. Os dois elementos coreográficos correram muito bem. Na nota de apresentação, este par recebeu três notas de 10.00 - dois na performance e outro na interpretação da música. As médias apuradas nos segmentos dos componentes balizaram-se entre 9.43 (perícia) e 9.71 (performance e interpretação da música/timing).
Quando eles acabaram de patinar a dança livre foi visível a emoção não só de Ekaterina e Dmitri mas também da sua equipa técnica. É que o pai do treinador Alexander Zhulin falaceu recentemente. Ele era um fã incondicional de Ekaterina e Dmitri e costumava acompanhar as suas sessões de treinos para lhes transmitir força.
Além disso, é possível que esta tenha sido a última vez que Ekaterina e Dmitri patinaram nos campeonatos nacionais da Rússia enquanto par. É que Ekaterina tem falado abertamente sobre a possibilidade de parar durante uma temporada ou abandonar a patinagem de competição pois tem o desejo de ser mãe. Entretanto, Dmitri já admitiu publicamente que gostaria de continuar na patinagem de competição e que pondera encontrar uma nova parceira para esse efeito. Seja qual for a sua decisão, espero que eles tenham sorte.

Alexandra Stepanova & Ivan Bukin patinaram a dança curta com o fogo todo e conquistaram 76.97pts. Na minha opinião, este par é que devia ter vencido a dança curta. Os twizzles foram impecáveis e atingiram o nível 4 tal como a figura de elevação em curva. Os passos obrigatórios de rumba, a sequência de passos em que os patinadores não se tocam e a sequência parcial de passos foram de nível 3. No que fiz respeito aos passos obrigatórios de rumba, Alexandra e Ivan cometeram exactamente o mesmo erro que Ekaterina e Dmitri: falharam o primeiro ponto-chave. Em termos de segmentos de componentes, as suas médias balizaram-se entre 9.25 (transições) e 9.54 (performance). Eu adorei esta dança curta. A coreografia resultou plenamente, houve variações de tempo e a interpretação foi impecável. Eles tiveram aquele extra que os deveria ter colocado à frente nessa fase da competição com pelo menos dois pontos de vantagem face a Ekaterina e Dmitri, tendo em conta o erro que o outro par cometeu nos twizzles.
Na dança livre foi a vez de Alexandra cometer um erro bem visível na segunda sequência dos twizzles. O desequilíbrio dela foi bem perceptível. O elemento ainda conquistou grau de execução positivo mas quatro juízes marcaram grau 0. Além disso, o nível foi baixado de 4 para 3, o que fez diminuir o valor base dos twizzles. As duas sequências de passos também foram de nível 3 mas isso já era esperado por eles. Os restantes elementos cumpriram os critérios estabelecidos para o nível 4. A sua coreografia é bonita e eles estiveram bem na interpretação do tema. As médias apuradas nos segmentos dos componentes ficaram entre 9.29 (perícia, transições) e 9.54 (interpretação da música/timing).

Apesar de ter discordado do resultado da dança curta no que diz respeito a estes dois pares, acho que o resultado final foi justo, embora para mim a diferença pontual final entre eles pudesse ter sido mais próxima.

Depois da desilusão no troféu Golden Spin of Zagreb, Tiffani Zagorski & Jonathan Guerreio apresentaram-se muito motivados nos campeonatos nacionais e conquistaram a medalha de bronze. Até agora o seu melhor resultado nesta prova tinha sido o quinto lugar. Na dança curta eles impuseram-se face a Sinitisina & Katsalapov com uma pontuação de 71.52pts. Os twizzles, os passos obrigatórios de rumba e a figura de elevação foram classificados com o nível 4. A sequência de passos em que os patinadores não se tocam e a sequência parcial de passos foram de nível 3. Quanto aos passos obrigatórios de rumba é de salientar que eles tiveram sucesso na marcação de todos os pontos-chave. Nos segmentos dos componentes que com.põem a segunda nota, as médias obtidas fixaram-se entre 8.46 (transições) e 8.79 (interpretação da música/timing). Na dança livre eles tremeram um pouquinho e apenas ficaram em quarto lugar nessa fase da competição. Eles seguraram a medalha de bronze graças à vantagem pontual alcançada na dança curta. Um dos problemas na dança livre ocorreu quando Tiffani se desequilibrou na sequência de passos em círculo. Por causa disso eles ficaram com média de 0 no grau de execução, pelo que não foi acrescentado qualquer ponto ao valor base. A meu ver Tiffani aldrabou um pouquinho na execução da terceira sequência dos twizzles. Quanto à figura de elevação em rotação, eles estavam à espera de conseguir alcançar o nível 4 mas a figura foi classificada com o nível 3 e por isso o valor base foi inferior. As médias nos segmentos dos componentes foram boas e balizaram-se entre 8.57 (transições) e 8.82 (perícia e interpretação da música/timing). A dança livre é boa mas penso que ainda lhe falta um pouco mais de refinamento na execução. Este resultado garantiu-lhe um lugar na selecção russa para os próximos campeonatos da Europa. Trata-se de mais um passo em frente na sua carreira.

Betina Popova & Sergei Mozgov confirmaram aqui a sua temporada de afirmação. Ambos tiveram sucesso no escalão júnior com outras parcerias e chegaram a ponderar terminar as suas carreiras. Ainda bem que eles decidiram juntar-se e continuar pois têm muito potencial. Este par ficou com a fava no sorteio realizado para estabelecer a ordem de apresentação da dança curta. É que eles foram os primeiros a patinar na dança curta e parece-me que Betina se deixou afectar pelos nervos. Além disso, os juízes têm tendência para "guardar as notas". Betina e Sergei ficaram com uma nota de 63.27pts que os colocou na quinta posição. Betina oscilou um pouco nos twizzles e a execução não foi suave. Nos twizzles só houve um juiz que marcou -1 no grau de execução mas o elemento ainda conseguiu amealhar +0.26 para juntar ao valor base de 5.60pts. Os twizzles, os passos obrigatórios de rumba, a sequência parcial de passos e a sequência de passos em que os patinadores não se tocam foram de nível 3. A figura de elevação foi o único elemento da dança curta classificado com o nível 4. Quanto aos pontos-chave nos passos de rumba, Betina e Sergei não acertaram no primeiro mas estiveram bem nos outros dois. As pontuações atribuídas pelos juízes nos segmentos dos componentes foram bem razoáveis e situaram-se entre 7.57 (transições) e 8.00 (interpretação da música/timing). Em contraste, este par brilhou na dança livre onde alcançou a terceira posição! A sua dança livre assenta-lhes que nem uma luva e o coreógrafo foi inteligente ao destacar Betina pois ela é das atletas mais expressivas na categoria de dança e adequa-se bem à intensidade que a história de "Carmen" exige. Um dos destaques do programa foi o peão devido á boa execução e alguma originalidade nas posições realizadas pela patinadora. As figuras de elevação também resultaram bem integradas com a música. Os twizzles, o peão e todas as figuras de elevação foram de nível 4 enquanto as duas sequências de passos foram de nível 3. Nos segmentos dos componentes as suas médias foram melhores do que na dança curta e balizaram-se entre 8.29 (transições) e 8.54 (interpretação da música/timing). Eu penso que para a próxima época eles poderiam ter menos momentos em dois pés durante a dança livre para tornar o desenho do esquema mais difícil. De resto estão no bom caminho.

Victoria Sinitsina & Nikita Katsalapov foram os grandes azarados da competição. O par ficou em quarto lugar na dança curta embora aspirasse a muito mais. A nota de 68.46pts foi decepcionante para eles. Victoria teve um grande desequilíbrio na segunda sequência dos twizzles e os juízes e o controlador técnico não perdoaram. Os twizzles ficaram apenas com o valor base correspondente ao nível 1 e foram penalizados com grau de execução negativo. Isto matou completamente as expectativas deles de lutar pelo título nacional. A figura de elevação atingiu o nível 4. A sequência de passos em que os patinadores não se tocam, os passos obrigatórios de rumba e a sequência parcial de passos foram classificados com o nível 3. Sucede que eles também não acertaram no primeiro ponto-chave dos passos de rumba. As médias nos segmentos dos componentes foram muito boas à mesma e situaram-se entre 8.93 (transições) e 9.25 (interpretação da música/timing).
Na dança livre, Victoria e Nikita realizaram uns twizzles maravilhosos. Do melhor que já se viu nesta temporada por qualquer par. O programa estava a ser espectacular até o inesperado ter acontecido na figura de elevação em linha. Nikita agravou uma lesão no tornozelo durante a execução da figura. Em consequência disso ele não conseguiu continuar e o par desistiu da competição. Nikita foi levado para o hospital para ser submetido a exames médicos. Entretanto foi anunciado na imprensa russa que ele ficou com um problema nos ligamentos do tornozelo direito e que pode ficar de fora das pistas entre 2 a 12 semanas. A desistência nos campeonatos nacionais faz com que eles sejam carta fora do baralho para a federação russa e praticamente ditou o fim da sua temporada. Talvez ainda possam ser incluídos na equipa de reservas para os mundiais caso Nikita recupere até lá mas o sonho olímpico acabou. Foi uma pena que as coisas tenham acontecido assim porque Alexander Zhulin deu-lhes excelentes programas esta temporada. Esta situação veio agravar os rumores de que Victoria possa vir a ser a eleita para patinar com Dmitri Soloviev na próxima época.

Sofia Evdokimova & Egor Bazin protagonizaram uma pequena vingança nos nacionais. Sofia e Egor tinham sido escalados para o grande prémio Taça Rostelecom mas a federação decidiu substituí-los à última da hora, tendo oferecido a vaga a Popova & Mozgov. No que diz respeito a outras competições internacionais, a federação optou por apostar em Alla Loboda e Pavel Drodz. Mas Sofia e Egor convenceram o público e conseguiram classificar-se à frente de Alla e Pavel, garantindo assim um lugar na equipa de reservas para os campeonatos da Europa. Sofia e Egor ficaram em 7.º lugar na dança curta com uma nota de 62.18pts. Eles podiam ter obtido uma nota melhor não fora o erro que Egor cometeu nos twizzles. Em resultado, esse elemento ficou apenas com o nível 2 e foi punido com grau de execução negativo. Os passos obrigatórios de rumba, a sequência parcial de passos e a sequência de passos em que os patinadores não se tocam foram de nível 3. A figura de elevação foi espectacular, difícil e original e atingiu o nível 4. As médias apuradas nos segmentos dos componentes ficaram entre 7.57 (transições) e 7.86 (interpretação da música/timing). Na dança livre Sofia e Egor ficaram em quinto lugar. Eles patinaram ao som de uma versão de "Ave Maria" que foi utilizada pelo par Ilinykh & Katsalapov aqui há uns tempos. O programa resultou lindamente e foi bem executado. As figuras de elevação estiveram em destaque e ele é claramente um patinador muito forte. A nota técnica de partida foi de 39.90 e eles conseguiram melhorá-la para 50.19pts graças aos graus de execução positivos que amealharam em todos os elementos. As figuras de elevação e os twizzles foram classificados com o nível 4 enquanto as duas sequências de passos foram de nível 3. Infelizmente o peão apenas serviu para o nível 2. Nos segmentos dos componentes que fazem parte da nota de apresentação eles conseguiram médias entre 7.89 (transições) e 8.29 (performance e interpretação da música/timing). Eu gostei bastante da prestação deste par na dança livre pois eles demonstraram classe, velocidade e fluidez de movimentos. Além disso estão muito bem um para o outro. É pena é que eles tenham pouco apoio interno para conseguirem ter mais oportunidades para competir internacionalmente e ganhar rodagem. De qualquer modo é um par a manter debaixo de olho.

Alla Loboda e Pavel Drodz têm tido uma época complicada quanto a resultados. Eles estão a fazer a transição para o escalão sénior nesta temporada mas parece que estão a demorar a adaptar-se. Isso nota-se principalmente nas prestações de Alla. A época até começou bem e eles conquistaram a medalha de prata no Troféu da Lombardia. Só que depois parece que não desenvolveram. Eles eram muito mais consistentes no escalão júnior. Nesta competição, eles ficaram em sexto lugar na dança curta com uma nota de 63.07pts. Os twizzles e a figura de elevação foram de nível 4. Os passos obrigatórios de rumba e a sequência parcial de passos foram de nível 3. A sequência de passos em que os patinadores não se tocam foi meramente de nível 2. No que diz respeito aos segmentos dos componentes, este par ficou com médias entre 7.57 (transições) e 7.79 (performance). Na dança livre Alla e Pavel ficaram em sexto lugar. As figuras de elevação foram todas de nível 4 assim como os twizzles e o peão. A sequência de passos em círculo foi de nível 3 mas a sequência de passos na diagonal foi de nível 2. Na nota de apresentação as suas médias balizaram-se entre 7.75 (transições) e 8.04 (interpretação da música/timing). Quanto a Loboda & Drodz, e aos seus companheiros de treino Popova & Mozgov, é de referir que eles só têm acesso a duas horas por dia de treino no gelo enquanto outros pares têm acesso a cinco horas. Estes pormenores que muitas vezes passam despercebidos do grande público têm influência no modo como os pares mais jovens conseguem evoluir ou não.

Com base nos resultados dos campeonatos nacionais, a federação russa de patinagem decidiu nomear Bobrova & Soloviev, Stepanova & Bukin e Zagorski & Guerreiro para a selecção nacional que irá competir nos próximos campeonatos da Europa, que se vão realizar em Janeiro. Os pares Popova & Mozgov e Evdokimova & Bazin foram escalados para a equipa de reservas e ficarão de prevenção para o caso de ser necessário fazer alguma substituição de última hora.

Resultado Final




Vídeos

Bobrova & Soloviev
Dança curta


Dança livre



Stepanova & Bukin
Dança curta


Dança livre



Zagorski & Guerreiro
Dança curta


Dança livre


Popova & Mozgov
Dança curta


Dança livre



Evdokimova & Bazin
Dança curta


Dança livre



Loboda & Drodz
Dança curta


Dança livre




Solovieva & Vlasenko
Dança curta


Dança livre